Vegetação, Clima e Arquitetura - Agueda de Padua
16003
single,single-post,postid-16003,single-format-standard,ajax_updown,page_not_loaded,,vertical_menu_enabled,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-9.1.3,wpb-js-composer js-comp-ver-4.11.2.1,vc_responsive

Vegetação, Clima e Arquitetura

espaçosverdes6

29 ago Vegetação, Clima e Arquitetura

Inúmeros são os problemas ambientais pelos quais o planeta tem passado, em especial o aumento das temperaturas. Dessa maneira, é papel da arquitetura desenvolver projetos que se insiram harmonicamente no meio ambiente, sendo cada vez menos nocivos a ele.

O uso da vegetação é um importante aliado quando se trata do combate ao calor e pode ser aplicada de diversas maneiras. A utilização da vegetação como barreira diminui a incidência da radiação solar, mantém a temperatura do interior das edificações mais estáveis e confortáveis e pode substituir certos elementos construtivos que encarecem ou dificultam a construção. Isto pode ser observado no edifício do Parkroyal Hotel, localizado em Cingapura e de autoria do escritório de arquitetura WOHA.

espaçosverdes6

Projeto: Parkroyal Hotel, Cingapura.

Projeto: Parkroyal Hotel, Cingapura.

 

Outro projeto interessante, que mescla vegetação e arquitetura, é o Hotel Reina Roja, localizado em Playa del Carmen, México, que disponibilizou toda a sua estrutura de lazer em um terraço verde repleto de árvores e plantas. Nos tetos verdes, parte da radiação solar é absorvida via fotossíntese e o restante é refletida, combatendo o efeito estufa, ilhas de calor e garantindo o conforto térmico no interior das edificações. O edifício ACROS, no Japão, de autoria do arquiteto argentino Emílio Ambasz, também fez uso do teto verde. Além de regular a temperatura do interior da edificação, o teto verde capta as águas pluviais.

espaçosverdes13

Projeto: Reina Roja Hotel, Playa del Carmen.

 

espaçosverdes7

Projeto: ACROS, Japão.

 

 

 

aaa-luizapb

 

 

 

 Luiza Sobhie Muñoz

Arquiteta Associada

No Comments

Post A Comment